Global Platform of International Public Policies
Difusão da política cicloviária

Difusão da política cicloviária no município de São Paulo

Difusão da política cicloviária no município de São Paulo: resistências, apoios e o papel da mídia

Cristiane Kerches da Silva Leite, Maurício Feijó Cruz, Lucas Bravo Rosin

 

Difusão da política cicloviária

Resumo

São Paulo é uma megalópole com um padrão de ocupação marcado pelo protagonismo do automóvel, mas, recentemente, a agenda de mobilidade urbana ganhou novos significados e mobilizou novos atores. A partir da perspectiva teórica pós-positivista e das teorias de difusão de políticas públicas, buscou-se discutir como a ideia da política cicloviária se originou, se adaptou e enfrentou resistências no contexto político e social do município de São Paulo no governo Fernando Haddad (Partido dos Trabalhadores). Como resultado de pesquisa destacam-se, de um lado, o papel da comunidade política e epistêmica dos cicloativistas e o papel empreendedor do prefeito Haddad como elementos de apoio político. Em contraste, a imprensa paulistana desempenhou papel opositor à implementação da política, agindo como ator político no subsistema da política cicloviária, por meio do ataque sistemático à imagem das infraestruturas implantadas para as bicicletas.

Texto completo:

74661-155017-2-PB

 

74661-155018-2-PB

 

Add comment